Caso de mãe que perdeu bebê na Maternidade Dr. Peregrino Filho revolta familiares na cidade de Patos - Desterro1

ÚLTIMAS

Desterro1

O Blog numero 1 de Desterro.

Publicidade e Propaganda

test banner

PUBLICIDADE CAPA 2 - DESTERRO

test banner

ANUNCIO INTERNO 1

PUBLICIDADE test banner

30 de jun. de 2014

Caso de mãe que perdeu bebê na Maternidade Dr. Peregrino Filho revolta familiares na cidade de Patos

O caso da morte do bebê da senhora Janaina Fernandes, 34 anos, residente no Bairro do São Sebastião, em Patos, poderia ter sido evitado se alguns médicos tivessem dado atenção aos relatos da própria mãe, mas isso não aconteceu e mais uma vez uma mãe sofre a angústia de perder o filho recém-nascido.

Janaina relata que seu 1º filho, nascido há seis anos na Maternidade Dr. Peregrino Filho, também foi um parto complicado, pois a dilatação e as dores normais de uma mulher não são os mesmos vividos por ela. Ela disse que sofreu muito e que o seu bebê quase vem a óbito devido ter ingerido líquido fecal e ter passado do momento de nascer sendo necessário um parto cesariano delicado.

Por ter enfrentado vários problemas na sua primeira gravidez, Janaina pediu apoio de amigos para sensibilizar as equipes da maternidade na sua 2º gestação que seria realizado mais uma vez na própria Maternidade Dr. Peregrino Filho, em Patos. Infelizmente, os fatos se repetiram e o sonho de ter mais um bebê foi interrompido de forma dramática.

Janaina mostra exames realizados, pré-natal acompanhado de forma eficaz, desenvolvimento normal do feto, as 39 semanas gestacionais bem sucedidas e uma preocupação: que os médicos não entendessem que seu caso merecia cuidados com mais atenção.

Ela relata que depois de idas e vindas à Maternidade Dr. Peregrino Filho, esteve na última quinta-feira, dia 26, mais uma vez sendo levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Janaina cita vários médicos, mas se queixa de Dr. Odir por ter deixado das 01:00h da manhã da sexta-feira, dia 27, até as 06:30h tomando soro e com fortes dores para depois ser atendida pela Dr. Socorro que fez o parto cesariano, mas o bebê já havia passado do momento de nascer com saúde.

Como o bebê ingeriu líquidos fecais teve que passar por intervenção. O recém-nascido ficou em observação durante quase todo o dia da sexta e só foi transferido, por falta de vaga na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para a cidade de Campina Grande no início da noite, mas já era tarde demais, pois já havia falecido.

A reportagem fez contato com a direção da Maternidade Dr. Peregrino Filho. O diretor disse que o caso será levado ao conhecimento do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM/PB).


Josivan Antero - Patos Online

Siga o Desterro1 no Twitter e Facebook. Circule Dário Cardoso.
Reprodução permitida desde que seja mencionado Desterro1.com/Autores das Fotos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante para o blog.

BALDO

test banner