Muita conversa e pouca ação do poder público taperoaense - Desterro1

ÚLTIMAS

Desterro1

O Blog numero 1 de Desterro.

Publicidade e Propaganda

test banner

PUBLICIDADE CAPA 2 - DESTERRO

test banner

ANUNCIO INTERNO 1

PUBLICIDADE test banner

7 de dez. de 2013

Muita conversa e pouca ação do poder público taperoaense

Essa já é a segunda vez que o açude Manoel Marcionilo seca e a população urbana de Taperoá fica sem água. Em 2002 quando o açude zerou, medidas emergenciais foram tomadas para que as pessoas tivessem onde pegar água. Poços foram cavados e posto em funcionamento logo em seguida.

É nesse ponto que quero chegar. Contando com os poços que Lula fez (ex-gestor taperoaense), parece que são oito poços, nem um funcionando por falta de instalação. Os poços que foram furados não obedeceram a qualquer critério geográfico na escolha da localização e até o dia de hoje (06) não há um só poço dentro da rua funcionando.

A população está sendo socorrida pela solidariedade de algumas pessoas que furaram poço com recurso próprio e estão ofertando a água as pessoas carentes que não podem comprar e nem mudar a residência para campina ou João pessoa, cidades grandes que tem água nas torneiras. 

A instalação de um poço é tarefa relativamente simples, basta colocar a bomba e passa a funcionar. A prefeitura precisa sair do discurso e partir para a ação. Na foto, as pessoas pegando água de um poço que foi furado por um particular.

Texto e foto: Valtécio Rufino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante para o blog.

BALDO

test banner