Em Campina Grande: Nonato chama atitude de Ricardo de antirrepublicana por realizar São João paralelo - Desterro1

ÚLTIMAS

Desterro1

O Blog numero 1 de Desterro.

Publicidade e Propaganda

test banner

PUBLICIDADE CAPA 2 - DESTERRO

test banner

ANUNCIO INTERNO 1

PUBLICIDADE test banner

23 de mai. de 2014

Em Campina Grande: Nonato chama atitude de Ricardo de antirrepublicana por realizar São João paralelo

Em entrevista à Rádio Cidade de Esperança, em Campina Grande, o presidente estadual do PPS e vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira, classificou de "antirrepublicana" a atitude do governador Ricardo Coutinho (PSB) de realizar um São João paralelo ao promovido pela Prefeitura da cidade.

"É um gesto lamentável do governador, pois deveria haver uma parceria entre o governo do estado e a Prefeitura para se fazer um São João só. Ricardo fala tanto em republicanismo e deveria adotar essa prática em todas as cidades, independente do apoio do prefeito à sua candidatura".

O dirigente estadual do PPS lembrou que nos dois primeiros anos do governo Ricardo Coutinho, a Prefeitura de Campina Grande, à época governada por Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), ficou sem receber verbas do estado para realizar os festejos juninos.

 Nonato destacou que no ano passado, quando o prefeito Romero Rodrigues era seu aliado, a Rainha da Borborema recebeu verbas para o São João, mas após o rompimento político com o PSDB, a cidade ficou mais uma vez sem receber o apoio do estado. 

"O governador não pode tratar Campina Grande e seu São João como uma extensão de seu governo, é preciso respeitar a impessoalidade e ter a consciência de que os recursos não são de Ricardo, de Romero ou de Cássio, mas sim da população", disse.
Nonato lembrou também que quando era prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho se queixou do gesto do ex-governador José Maranhão (PMDB), que realizou um réveillon paralelo ao da Prefeitura. "Ele, que antes criticou, agora faz a mesma coisa", lamentou.

O vice-prefeito de João Pessoa ainda considerou de 'absurda' a justificativa do governador para realizar o evento paralelo ao da Prefeitura por falta de segurança pública. "O governador nessa declaração acabou admitindo uma deficiência latente do seu governo que é a sensação de insegurança que a população tem de conviver", disse.

O presidente estadual do PPS participa em Campina Grande de reuniões com lideranças políticas do partido com o objetivo de fortalecer a legenda para o pleito de 2014. Nonato Bandeira conclui sua agenda com uma palestra para os alunos de Administração, da UFCG, para discutir a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.



PPS Paraiba
Siga o Desterro1 no Twitter e Facebook.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante para o blog.

BALDO

test banner